Impacto positivo: saiba como a indústria criativa pode fortalecer o ecossistema.

A indústria criativa pode fortalecer o ecossistema de impacto?

Você sabia que a indústria criativa pode ser protagonista no ecossistema de impacto positivo e impulsionar transformações reais na vida das pessoas? 

A consultoria Warc Creative 100 aponta, em seu índice de excelência criativa, que o Brasil tem o 3º mercado mais criativo do mundo. O fator principal para tanta criatividade é considerar perspectivas de diferentes realidades, exercício fácil quando falamos de um país com grande diversidade cultural, forte capacidade de inovação e empreendedorismo. E é por considerar diferentes realidades que, de acordo com pesquisa divulgada pelo British Council, os empreendimentos criativos têm maior propensão a gerar impacto social. 

Profissionais criativos são aqueles que desempenham atividades baseadas na criatividade para entregar inovação, competitividade aos negócios e impacto socioeconômico. Estamos encarando uma nova face dos negócios e o empreendedorismo criativo somado à reflexão sobre como as organizações e os ecossistemas dos quais fazem parte têm gerado impacto positivo, são alguns dos elementos fundamentais para a promoção de mudanças sociais. 

 

TODO NEGÓCIO GERA IMPACTO

Pelo simples fato de existir, todo negócio gera algum impacto. Iniciativas, organizações e/ou negócios sempre vão causar efeitos no mercado, em seu segmento de atuação,  na vida dos colaboradores e de suas famílias, assim como no meio ambiente e no território em que está inserido. 

Infelizmente, os impactos gerados não são necessariamente positivos para vida das pessoas ou para o ecossistema. Cabe a nós estarmos atentos à qual legado queremos deixar para a sociedade e ter em mente quais os impactos das nossas escolhas individuais e coletivas. Parte da reflexão passa por questionar qual legado queremos deixar para a sociedade, enquanto negócio, profissional e pessoa, e como estamos contribuindo para a construção do mundo que queremos. 

Uma ação está voltada ao impacto positivo quando há clareza de seu propósito, e quando gerar transformações reais na sociedade e no modo em que vivemos é parte fundamental do objetivo de negócio. Negócios e iniciativas conscientes de sua responsabilidade dedicam maior atenção aos seus resultados e estratégias e tem clareza que todo o processo, desde a escolha de fornecedores até a composição do produto final, ou serviço, é fundamental para o ecossistema de impacto e para se tornar um negócio escalável.

 

IMPACTO POSITIVO TAMBÉM É SOBRE NEGÓCIOS ESCALÁVEIS

Existe uma crença limitante que quando se fala em impacto positivo automaticamente nosso cérebro associa à caridade, assistencialismo, ONGs e afins. Isso acontece porque, por muito tempo, as soluções para esses problemas sistêmicos eram propostas pelo terceiro setor, que também não era tão estruturado e estratégico com objetivos de negócio como hoje. Essa crença também vem de uma cultura de demonização do dinheiro, que é automaticamente associado ao acúmulo de capital, a preservação dos poderes e status quo

Estamos frente a uma nova expressão dos negócios. Hoje em dia a sociedade exige cada vez mais responsabilidade, impacto positivo e protagonismo das empresas, e dos profissionais. O mercado está em expansão e abre portas para empreendedores, negócios e iniciativas que atuam com excelência profissional. 

Trabalhar para gerar impacto positivo pode não ser o caminho mais fácil, mas haverá crescimento quando existir excelência profissional, responsabilidade e estratégia. Existe mercado para profissionais orientados para o impacto positivo e um número cada vez maior de parceiros e consumidores que se importam. Segundo o Instituto IPSOS, 77% dos consumidores esperam que as empresas contribuam mais para as transformações da sociedade. Nós nunca estamos sozinhos.

 

INDÚSTRIA CRIATIVA E IMPACTO POSITIVO

No início de 2020, por conta da pandemia, boa parte da indústria criativa sentiu a necessidade de ser mais relevante no apoio ao crescimento de negócios de impacto. Mas, desde antes da pandemia, o Mapa de Negócios de Impacto Social + Ambiental da Pipe Social apontava que a comunicação é o terceiro tema onde as empresas pedem ajuda. O auxílio financeiro lidera com 48%, em segundo lugar o pedido de mentoria, com 22%, e o apoio com a comunicação chega em terceiro lugar, com 19%.

No ecossistema de impacto a comunicação não tem como objetivo sustentar e manter o lugar de poder, visibilidade e influência de poucos, mas tem papel crucial na criação de estratégias para ampliar vozes, disseminar causas, propor e gerar mudanças comportamentais. Devemos contribuir para uma nova cultura e gerar conexões reais e duradouras.

Um dos diferenciais desse ecossistema é a atuação colaborativa. Empresas e organizações são lideranças inspiradoras de movimentos, são atores que entendem que precisam atuar colaborativamente para gerar inovação e propor soluções para problemas sistêmicos. Não há espaço para a velha lógica da competição, em que se usa a criatividade e as ferramentas de comunicação para depreciar o concorrente, aparentar algo que não é verdade e gerar mais lucro. 

 

Como a Oficina de Impacto fortalece o ecossistema de impacto positivo

A Oficina de Impacto atua como uma consultoria estratégica de negócios e de comunicação. Nosso papel é ser uma força impulsionadora do ecossistema de impacto positivo ao contribuir para a transformar a realidade e aqui contamos como empreender com negócios que causam impacto social positivo é o que nos motiva.

Com uma equipe formada por profissionais criativos: jornalistas, social media, comunicólogos, publicitários, profissionais de marketing, design e experiência do usuário nos baseamos em duas premissas fundamentais:

  • Estabelecemos parcerias de trabalho com empreendedores, sejam eles de negócios ou organizações, que estão moldando a nova economia
  • Nosso combinado, nosso trabalho juntos é necessariamente orientado ao impacto, ou seja, para transformações positivas na vida das pessoas.
  • Impulsionamos mudanças internas nas organizações para criar e nutrir uma cultura inclusiva e orientada ao impacto positivo

Muito mais do que apenas pensar no número de menções que um cliente conquistou na imprensa, no aumento do engajamento das redes sociais ou dos acessos ao site, nosso exercício é pensar a qualidade do alcance, o amadurecimento do negócio e a forma que a estratégia criada pode apoiar o ecossistema do qual a organização faz parte. 

Achou interessante e quer saber mais? A Luciene, CEO da Oficina, participou do World Creativity Day 2021 e contou um pouco sobre como tudo isso funciona na prática. Clica para assistir: